Autômatos

Desde os tempos antigos, o ser humano sempre teve uma fascinação em criar uma inteligência artificial que pudesse automatizar tarefas e ser parecido com as pessoas. Neste contexto, a inteligência artificial é uma disciplina que teve origem em várias disciplinas, como a filosofia, a matemática e a tecnologia. Com relação à filosofia, foram estudados vários conceitos como a relação do corpo com a mente, a percepção, os sentimentos e pensamentos e também a alma como essência do corpo. Karl Raimund Popper, um influente filósofo austríaco comentava sobre a existência de três mundos: o físico, os estados mentais e os produtos da mente humana, mostrando a interação entre eles.

Com relação à matemática, fatos que ajudaram na criação da inteligência artificial foram as evoluções na geometria, a máquina de Turing e a cibernética. Para este último, destaca-se o controle das máquinas, comandos eletromagnéticos, aparelhos teleguiados e o estudo da inteligência das máquinas. Por fim, a tecnologia contribuiu com a criação dos autômatos, máquinas de calcular e os computadores. Dentre esses itens, o que é de nosso interesse neste artigo são os autômatos, que de certa forma podem ser considerados como os primeiros robôs e que deram origem ao que temos hoje! Mas você sabe o que exatamente é um autômato? Um autômato é uma máquina ou robô que funciona de maneira automática, visto que o significado da palavra autômato é “agindo pela vontade própria”. Para melhor entender esse conceito, eu separei uma série de vídeos curtos que mostram um pouco sobre alguns dos mais conhecidos autômatos que foram construídos!

O primeiro exemplo é o da Catededral de Estrasburgo na França, e abaixo você pode conferir um vídeo que mostra os autômatos tocando o sino!

Outro exemplo foi construído por Jacques de Vaucanson (1709 – 1782), que é o Pato Digeridor. Você pode ver uma demonstração no próximo vídeo.

Pierre Jaquet-Droz (1721 – 1790) desenvolveu o autômato escrivão e a tocadora de piano, que você pode visualizar no vídeo abaixo.

E talvez um dos grandes mistérios daquela época foi a primeira máquina para jogar xadrez, que foi desenvolvida pelo Barão Wolfgang von Kempelen em 1769. Ele apresentou um autômato jogador de xadrez chamado “O Turco” que venceu até Napoleão Bonaparte! Até hoje existem muitos mistérios sobre o funcionamento dessa máquina, e você pode ver um pouco mais neste vídeo.

A história diz que sempre antes de iniciar um jogo, todos os compartimentos do Turco eram abertos para se certificar de que não existia nenhuma pessoa lá dentro controlando o autômato, porém, essa é a evidência mais forte até hoje sobre o funcionamento desta máquina. Veja neste outro vídeo uma explicação mais técnica sobre o funcionamento do autômato.

Esse assunto me lembrou um episódio do Chapolin Colorado, que é bastante parecido com esse mistério do Turco. Veja abaixo se você está lembrado 🙂

E com isso concluímos algumas demonstrações práticas sobre os autômatos, para que assim você possa ter uma melhor visão histórica da evolução dos robôs modernos que vemos atualmente por aí! E um último comentário é que esses autômatos influenciaram a Teoria da Computação, ou seja, os autômatos funcionam como reconhecedores de linguagens e também servem hoje em dia para modelar máquinas simples. Baseados nesses conceitos que foram criados os compiladores e as linguagens de programação! Se você é estudante de algum curso de computação, talvez já tenha feito as disciplinas de Teoria da Computação ou Compiladores, as quais são em grande parte baseadas nos conceitos apresentados nos vídeos acima.

Até o próximo artigo,

Sê o primeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *